Páginas

terça-feira, 3 de dezembro de 2013

37ª Blogagem coletiva Café entre amigos (O segredo de Lisa Miller)


O segredo de Lisa Miller é o tema da
37ª Blogagem coletiva do Café entre amigos
Ultima de 2013

Lisa Miller sempre foi uma pessoa muito querida e respeitada, os pais tinham muito orgulho da filha que se tornará uma escritora famosa, o que lhes causava espanto pois desde pequena sempre odiou ir a escola.
Mas um belo dia depois de ir viajar para o interior de Minas Gerais, Lisa voltou com um belo rascunho e deu para o pai ler, dizendo ser uma das melhores coisas que tinha lido na vida o pai de Lisa mandou para uma editora e logo foi lançado e assim começou a carreira de sucesso desta brilhante escritora.
Não demorou muito e Lisa comprou um sitio perto de Varginha para que pudesse ficar em paz e escrever suas estorinhas sossegada.
Quando viaja para lá para cumpri o prazo que a editora lhe dava, não deixava ninguém ir junto, somente seu marido tinha permissão e mesmo assim tinha que avisar quando fosse chegar, Lisa não escrevia nada na frente de ninguém alias ficava vermelha quando perguntavam como seria a próxima estória, parecia que nem era ela que criava.
No lançamento do 11º Livro chamado As cronicas de Tião que come feijão, Lisa estava muito nervosa, todos notaram não se podia dizer nada e muito menos perguntar.
Naquela semana Lisa foi para o sitio e disse para o marido que não fosse para lá de jeito nenhum, mas a mãe de Lisa teve um mal súbito e foi para o hospital não deixando outra alternativa ao marido a não ser aparecer por lá sem avisar.
Chegou ao local e tudo estava tranquilo demais, chamou por Lisa mas esta não respondeu.
Entrou na casa e começou a procurar mas nada, começou a ficar preocupado e chamou a policia.
Procuraram a noite toda por toda a região e não encontraram nada, nem um sinal de vida sequer.
No outro dia por volta das 9 horas da manhã a casa estava cheia de gente, pois nessas alturas todos os vizinhos dos sitos em volta estavam ajudando nas buscas.
Lisa chegou em casa pelos fundos sem perceber a movimentação, ficou muito surpresa com tudo que viu e irada pelo marido ter feito tanto alarde.
Voltaram para a cidade brigados direto para o hospital para verem a mãe de Lisa.
Quando chegaram em casa seu marido indagou onde ela esteve, que pedia desculpas por ter chamado a policia e outras pessoas mas só o fizera porque ela não estava em casa e que ou ela contava tudo ou arrumaria suas malas e iria embora.
Lisa começou a chorar e disse que contaria tudo sim, mas somente depois do lançamento do livro no sábado.
O coquetel foi perfeito, a fila de fãs para conseguirem autógrafos da escritora era imensa e a noticia de que as vendas haviam batido record deixou todos muito animados.
Ao retornarem para casa Lisa não disse uma palavra e seu marido já estava ficando sem paciência, mas ela não pegou o caminho da casa e sim do sitio.
Quando chegaram lá duas horas depois Lisa pediu um pouco de calma ao marido e foi para o quarto, voltou com uma caixa de madeira e colocou na frente do marido e pediu que ele abrisse.
Ao levantar a caixa e olhar para dentro ficou sem ação e perguntou o que era aquilo para Lisa.
Ela calmamente explicou, quando tinha 12 ela e seus pais foram para a casa da tia Matilde que ficava situada em Varginha, alias bem próximo do sitio.
Ao caminhar perto do lago que dividia o sito da tia e da Sr Tiago, lisa encontrou um homem muito estranho, era alto e bem diferente das pessoas locais, sem medo sentou perto dele e começaram a conversar.
Ele se chamava Triom e disse a Lisa que era escritor em seu planeta, Lisa não compreendeu muito na época, mas o homem continuou dizendo que estava partindo e queria muito que seus escritos fossem lidos pelos terráqueos (outra coisa que Lisa não entendeu). Mas seu pedido foi muito claro, entregou a Lisa aquela caixa e disse que somente quando ela fizesse 25 anos é que lançasse o primeiro exemplar, ao todo eram 40 e deveria ser escrito na sequencia, só que a caixa deveria ficar enterrada perto do lago em baixo da sombra da figueira, e que Lisa viesse pegar um exemplar por vez.
Depois disso o homem foi embora e Lisa nunca mais o viu, ela havia enterrado a caixa e esquecido, somente quando completou 25 anos a memoria daquele acontecimento veio a tona e era isso que fazia quando tinha que escrever, vinha para o sitio a noite quando ninguém poderia ve-la ia até o lugar e pegava o exemplar seguinte, mas antes de voltar lia por lá mesmo.
Achando que Lisa tinha perdido o juízo pediu para que ela o levasse até o lugar indicado.
Lisa concordou e disse que tinha que ir mesmo pois a caixa estava longe do local a muito tempo.
Quando chegaram perto da lagoa a caixa começou a esquentar de uma forma que Lisa não conseguiu mais segura-la e colocou a no chão de repente todos os escritos pegaram fogo e tudo virou cinzas.
Nenhum dos dois conseguiu explicar o que houve, mas a grande escritora Lisa Miller nunca mais escreveu nada, saindo de cena e se retirando para sempre ao seu sitio.
Uns dizem que foi depressão, outros que estava ficando doida. Mas as Cronicas de Tião come feijão é record de vendas até os dias de hoje.

----------------------------------------
Pati nem sei como saiu isso, só agradeço por responder meus e-mail e me ajudar a criar esta estória, lembra o rascunho que mandei? kkkkkk
Muito bom amiga ter me direcionado sabe que não escrevo nadica né mas amei a experiencia.




19 comentários:

*Escritora de Artes* disse...

Oi Duda,

Muito bom menina, muito interessante!

Agora quero ler as Crônicas desse Tiao, rsrs

Bjos

Rita disse...

Nossa essa foi boa demais uma imaginação bem profunda para escrever
gostei Maria parabéns pode lançar um livro rsrsr
Deixo um abraço e elogios mais uma vez pela blogagem

______________Rita!!!

✿ chica disse...

Que legal desde o título das crônica ao teu jeito de contar! Linda isníração e que pena que ela não escreveu mais,né? beijos,chica

Waldir disse...

Parabéns, muito legal seu conto, também gosto de comer feijão, pena que tenho gota,kkkk.
todos que estão participando desta blogagem estão de parabéns.

Patricia Galis disse...

kkk lembro do rascunho sim Maria, no final vc fez um belo conto.
Estou orgulhosa e muito grata por ter participado.

Jorge disse...

Amei fofinha pq não deixou eu ler antes vc fez um ótimo trabalho.

Luma Rosa disse...

Oi, Maria Eduarda!!
Quando li Varginha, logo lembrei do ET :D Triom devia ser muito estranho mesmo!!
A.do.rei!! Acho que deveria escrever mais!
Boa blogagem!!
Beijus,

Sileni Machado disse...

Oi Maria, a leitura me prendeu do início ao fim! Gostei da criatividade e do desenrolar da história! Parabéns!
Bjs
www.viveraprendendo.com

Anne Lieri disse...

Eduarda,eu achei super criativa sua história! Nunca iria imaginar um final desses e muito menos uma escritora com um pacto com extra terrestres! Muito bom! bjs,

Clara Lúcia disse...

Menina, pra escrever é só começar com uma letra maiúscula e terminar com um ponto final, como diz um escritor (não me lembro qual)
E entre um e outro vc conta alguma coisa...
E foi o que vc fez e ficou lindo!
Muito criativo mesmo!

Beijos, menina!

Augusto Sperchi disse...

Olá Maria! Estou com saudade de vcs. Espero que estejam bem.
Adorei seu conto, o enredo é sugestivo para um filme de ficção. Se treinar mais (como disse no finalzinho) poderá se tornar uma roteirista, heim!
Um grande abraço!

Zui Galvão disse...

Muito bom seu conto!Parabéns! Seria tão bom que ela continuasse escrevendo.
Valeu pelo segredo cheio de mistério! Esta Lisa Miller esta dando o que falar!
A minha é mais previsível!
Estou gostando demais de ler tantas boas histórias como esta.
Abraços.

5n3v35 disse...

O legal desta blogagem é que a cada relato nos envolvemos com as diversas realidades paralelas de um mesmo enredo.
Bela participação.

Deixei em meu espaço (http://5n3v35.blogspot.com.br/2013/12/seguranca-da-informacao.html) uma importante denuncia. Dê uma olhada, talvez seja seu caso ou de alguém que conheça.

Pepi,Xixo,Juja,Jujuba disse...

Ficou super original a sua crônica, Eduarda
Parabéns!!
Gostei imensamente
Beijinhos de
Verena e Bichinhos

Cris Henriques disse...

Olá Duda :)

O teu conto está fantástico. Adorei ler, prendeu a minha atenção até ao fim.
Parabéns!
Desculpa a demora em aparecer.

Beijos,

Cris Henriques

http://oqueomeucoracaodiz.blogspot.com

Bia Hain disse...

Oi, Maria, como vai?
Estou fazendo minhas visitas de Natal, passei para deixar um grande abraço, desejar muita luz, paz alegria e fé, que 2014 seja marcado só por coisas boas.
Um abraço!

Felisberto Junior disse...

Olá!Bom dia,Maria Eduarda!
Parabéns pela participação na BC da Patricia.
... muito bem escrito, com personagens bem delineados, com um bom controle de seus personagens, dando profundidade a eles, encantando o leitor , com uma ideia muito criativa. Uma visão bem original de Lisa. Eu adorei!...continue...
desculpe me a demora em vir agradecer pelo parabéns e pela companhia em 2013, espero que possamos continuar juntos nessa interação de amizade e experiências, em 2014.Obrigado!
Meus desejos de um Feliz Natal e um Ano Novo Pleno de esperança , paz e luz, para vc e seus familiares!
Belos dias, beijos, até 2014.

*Escritora de Artes* disse...

Oi Duda,

Obrigada pelo carinho...

Desejo a vc, e a toda sua família boas festas...

Que 2014 venha com muita saúde..

Bjos

Lucimar da Silva Moreira disse...

Maria Eduarda passando pra desejar um feliz natal pra você e para a sua família fique com Deus beijos.
http://www.lucimarestreladamanha.blogspot.com.br